Gatinhos Persa

A História desta raça tem inicio no século XVI, quando um viajante italiano chamado Pietro Della Valle passou pelaPérsia (atual Irão) e trouxe consigo alguns dos belos gatos que andavam pelas ruas locais.
Ao chegar a Itália, imediatamente esses gatos ganharam a simpatia das pessoas devido a sua pelagem macia e brilhante.


A primeira descrição precisa da raça aparece no livro de historia natural de Georges Louis Bufon (1707-1788), e a primeira exposição de felinos foi organizada em 1871 por Harrison Weir, no palacio de cristal em Londres, onde participaram a Rainha Vitoria e o Principe de Gales como proprietarios e expositores de gatinhos persas.


Em 1910 foi criado em Inglaterra o "Governing Concil of the Cat Fancy of Great Britain", quando foram estabelecidos os primeiros padroes da raça, sempre ocupando uma posição destaque dentro da Aristocracia Felina.


Logo em seguida foi feito um trabalho de melhoramento genético visando obter-se uma maior variedade de cores e padrões de pelagem.


Há hoje mais de 100 diferentes combinações de cores para gatos desta raça, variando desde o branco neve, como o Piluças, até ao malhado (casco de tartaruga), girissimo por sinal.


Os persas são gatos muito procurados por pessoas que vivem em espaços pequenos, como apartamentos, porque miam pouco, e apresentam um forte apego ao seu dono. É extremamente sereno e afectuoso, interagindo mt bem com outras raças e até com cães. É também muito tolerante com as crianças.

Ele pode permanecer por horas deitado no seu lugar favorito, o piluças adora estar deitado na mala do computador portatil, parece que não esta a prestar atenção ao que o rodeia, mas nunca perde a aura de aristocrata que tantas pessoas admiram.

Os persas adoram caricias e todas as expressões de carinho e raramente mostram as garras, mas engane-se quem acha que eles adoram estar no colo.


Estes gatinhos caracterizam-se pela pelagem comprida e sedosa, com umacabeça grande e redonda, orelhaspequenas e arredondadas com tufos de pelo no interior, olhos grandes e redondos de coloração vívida e patas curtas, porémmusculosas. O padrão comum da raça apresenta focinhos achatados (flat face), porém alguns gatinhos possuem focinhos um pouco mais alongados (doll face).


A manutenção de sua pelagem é um desafio, sobretudo devido a formação de nós ocorridos devido ao comprimento dos pelos. Mas ao ver o resultado dos cuidados prestados, sentimos uma enorme gratificação, alem de que o gatinho reconhece esse cuidado. É de salientar que estes gatinhos são muito vaidosos...
O padrão de uma raça é determinado pelas associações que a representam.


Assim sendo, existem pequenas variações de associação para associação. Abaixo podemos ver o padrão da FIFe (Federação Felina Internacional).

Tamanho: Médio a Grande - Os machos são maiores que as fêmeas, pesando de 4 a 5 kg, (o Piluças tem 6 KG) e as fêmeas de 3 a 4 kg.

Orelhas: Pequenas, arredondadas nas pontas e bem separadas.

Nariz: Achatado, Curto, Largo, com stop bem definido, situado entre os olhos e entre as pálpebras superiores e inferiores, nariz não arrebitado. As narinas devem ser bem abertas.

Corpo: De estrutura compacta, patas curtas, peito largo, ombros e dorso maciços, bem musculosos, de comprimento curto e formato quadrado.

Rabo: De comprimento curto, dobrado sobre o dorso fica entre a nuca (muito longo) e o meio das costas (ideal).

Pescoço: Curto e forte.

Cabeça: De formato redondo, maciça, bem equilibrada, crânio largo. Testa arredondada, bochechas cheias.

Pelagem: Comprida, densa , de textura fina, brilhnate e sedosa (sem ser lanosa). Longa, espessa e abundante, espalha-se por todo o corpo incluindo ombros, formando uma juba imensa e comprida que desce por entre as pernas dianteiras.

Olhos: Grandes, redondos e simétricos, bem separados, dando a face uma expressão mais aberta. De cor sólida, brilhante. Lindos

Patas: Grandes, redondas, sendo desejável tufos de pelos entre os dedos. Cinco dedos nas patas da frente e quatro nas de traz.

Normalmente, nessa raça a cor branca associada a presença de olhos azuis está geneticamente relacionada a problemas de audição no animal. Os gatos brancos com apenas um dos olhos azuis pode ser surdo de apenas um ouvido, enquanto que os espécimes com ambos os olhos azuis acabam não possuindo nenhuma audição.

O Piluças tem olhos cor Ambar, como a mãe (eu).

sábado, 29 de maio de 2010

o que é uma Puppy Mill?

-->
Lucro VS Bem estar
Puppy Mills, ou em Português “fabricas de cachorros”, são locais que procriam cães em grandes quantidades, sem cuidados de selecção, e onde o lucro sem olhar a meios, é mais importante que o bem-estar e a qualidade dos animais.
Os cães que vivem nas puppy mills não recebem cuidados veterinários, não passeiam, têm apenas o contacto estritamente necessário com pessoas para a sua sobrevivência e procriação, não são socializados e não usufruem de nenhum aspecto que se prenda com o seu bem-estar. Os animais estão em locais pequenos, confinados a jaulas minúsculas onde vivem em cima das suas fezes e urina. Muitos deles nascem e morrem sem nunca terem saído da sua jaula. Os cães vivem em condições que exijam o menor investimento possível. Cães e cadelas da mesma raça, são colocados numa pequena jaula para que procriem a cada cio. Estes animais adquirem um número elevado de doenças físicas e psíquicas, muitas das vezes passadas aos cachorros, como displasias da anca, infecções respiratórias ou comportamentos destrutivos.
Os cachorros são retirados às mães precocemente, o que pode afectar negativamente a sua saúde.
Quando as fêmeas deixam de procriar, ou os machos deixam de cobrir as fêmeas, os animais são mortos ou vendidos a outra puppy mill.
As puppu mills existem há décadas e são um fenómeno cada vez mais comum na Europa. Os cachorros nascidos nestes locais são vendidos em lojas de animais ou através da internet. Alguns apresentam documentos como registos estrangeiros e até pedigree que não passam de papéis falsos, para ludibriar o cliente a pagar preços exorbitantes pelo cachorro (que é o que verifica nas lojas de animais).
Os cachorros muitas vezes permanecem fechados a aguardar a sua venda em condições igualmente degradantes, espaços pequenos, transparentes, sem local para defecarem ou urinarem.
Os criadores nunca vendem os seus cães pela internet ou numa loja, porque não tem nenhum controlo sobre quem compra e com que intuito o faz.
Também existem puppy mills de gatos. Gatos de raça como os persas, que encontramos nas lojas de animais nomeadamente de shopings, têm origens nestas fábricas de animais. As pessoas compram os animais baseadas em pressupostos falsos sobre a raça. O garfield não é um Persa é um Exotic e cada raça tem necessidades muito especificas. Além disso cada animal tem a sua individualidade, e um criador é a melhor pessoa para aconselhar o futuro dono, sobre os cuidados relacionados com a raça.
Adopte um animal numa associação de protecção ou num canil/ gatil municipal, porque estes precisam urgentemente de um lar. Aqui pode encontrar cães e gatos de todas as idades, todo o tipo de pelagem e tamanho e alguns ate de raça. Um cachorro ou um gato sem raça definida, rafeiro, é único….não mais nenhum!

Sem comentários:

Enviar um comentário